Deformação ou deformidade?

Carmen Lúcia Gradelli pergunta: “Outro dia, li num anúncio que determinado produto era garantido contra deformidades. O correto não seria ‘deformações’? Obrigado.”

A pergunta da leitora procede. Vários radicais permitem tanto derivações nominais quanto verbais. Por exemplo, observação (ato de observar) e observância (qualidade de quem é observante, isto é, obediente). Como, além de olhar, espreitar, etc., observar também significa “obedecer”, em certo momento observação e observância se confundiram.

É esse o mesmo caso de deformação e deformidade. Rigorosamente, deformação é o ato de deformar e deformidade é o estado ou qualidade daquilo que é ou está deformado. Portanto, deformação é o processo e deformidade, o produto ou resultado. Não obstante, é comum ouvir dizer que fulano tem uma séria deformação de caráter quando, na verdade, o seu caráter não está sofrendo um processo de deformação, ele já é deformado (talvez desde o berço), logo seria mais adequado dizer que ele tem uma deformidade de caráter.

No caso do anúncio, a opção por uma forma ou outra não é tão indiferente assim, pois, se o produto é garantido contra deformações, o que se deduz é que, se ele se deformar com o uso, o consumidor terá seu dinheiro de volta (ou talvez o produto seja tão bom que jamais se deforme). Já, se for garantido contra deformidades, fica subentendido que, ao abrirmos a embalagem, se o produto estiver deformado, portanto com defeito de fabricação, o fabricante assume a responsabilidade pela troca ou reembolso.

Na primeira hipótese, o produto estava bom e se deformou com o tempo, portanto ocorreu deformação; na segunda, já veio de fábrica deformado, logo há deformidade. No caso em questão, só é possível saber exatamente contra qual das duas situações o anunciante oferece garantia se soubermos de que tipo de produto se trata, o que nossa amiga Carmen não nos informou.

2 comentários sobre “Deformação ou deformidade?

  1. Prof. Aldo, apenas uma opinião: acredito que se trata do segundo caso, por ser mais comum e por estarmos no Brasil, caso contrário seria uma garantia estendida ou vitalícia. Em caso de garantia estendida, normalmente paga-se por ela; em caso de garantia vitalícia, poderia quebrar a empresa.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s